Blog

Super atleta

O atleta paralímpico João Corrêa se dedica ao Projeto Ultramaratona

Desafio é uma palavra constante no dicionário do atleta paralímpico João Corrêa em muitos aspectos, mas ao longo dos anos o seu significado foi minimizado diante das inúmeras conquistas que comemorou. Hoje, aos 49 anos, entre seus novos desafios está um objetivo grandioso: realizar uma ultramaratona, ou seja, correr muito além dos 42,196 quilômetros. Para Corrêa, a meta é percorrer muitos quilômetros mais. O Projeto Ultramaratona foi lançado hoje as 12h, em almoço do Rotary Club, no Canoas Parque Hotel (Av. Getúlio Vargas, 7421 – Canoas).

Aos 19 anos, ele se viu diante da impossibilidade de continuar correndo e encontrou novas formas de se manter no esporte. Na época, a maratona com cadeira de rodas foi o caminho. Após um acidente de trabalho que lhe tirou os movimentos das pernas, João Corrêa tornou-se um premiado atleta. “Eu fui atleta desde sempre, então ter de parar era como se fosse o meu fim”, conta. Mas com seu esforço e o apoio de familiares, amigos e profissionais tornou-se vitorioso. Em seu currículo constam mais de 80 maratonas, 150 meia maratonas e o tricampeonato brasileiro, além de ter integrado a seleção brasileira de atletismo e participado de provas no exterior.

Com apoio do Rotary Clube de Canoas Industrial, do Distrito 4670 de Rotary International, da Itati Água Mineral Natural e da Stem Pharmaceutical, João Corrêa adquiriu nos Estados Unidos, recentemente, um equipamento próprio para provas de maior velocidade, a handbike, uma bicicleta com três rodas. A maratona normal consiste em percorrer uma distância de pouco mais de 42 quilômetros no menor tempo possível. Na ultramaratona essa distância é ultrapassada. A meta de Corrêa, baseado em sua experiência prévia como maratonista cadeirante e com equipamento novo, é percorrer uma distância de 200 quilômetros num tempo inferior a 12 horas ininterruptas.

Preparativos

A agenda de treinos compreende uma rotina diária de adaptação. Corrêa fará uma adaptação do percurso com distâncias iniciais de 10 quilômetros nas primeiras quatro semanas. No segundo mês, serão 100 quilômetros até atingir 250 quilômetros semanais no terceiro mês de preparação, com o objetivo de adquirir resistência física e muscular e testar o equipamento. A etapa seguinte vai condicionar o atleta efetivamente para os percursos de longa distância, com etapas de treino entre 100 quilômetros e 200 quilômetros.

A meta é chegar à ultramaratona em abril de 2013. Durante a prova, João Corrêa sairá do município de Canoas percorrendo uma distância de 100 quilômetros e retornando à Capital, totalizando, então, os 200 quilômetros propostos em um tempo máximo de 12 horas. Durante todo o trajeto, o atleta será acompanhado pelo seu preparador físico, médico e ambulância, além de ciclistas tradicionais como batedores e escolta.

Veja todas as fotos em http://on.fb.me/R9vxZH

Contatos:
Merchandising Itati
Solange Cruz – (51) 3477-3966
www.itati.com.br
merchandising@itati.com.br
Imprensa Stem Pharmaceutical
Milim Comunicação – (51) 3311-8850
www.stem.com.br
imprensa@stem.com.br

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on Pinterest