Blog

13/jun

Pedalar é preciso

As pessoas pedalam por prazer, para estar ou ficar em forma, fazer amigos, ver o mundo de outra perspectiva. Andar de bicicleta faz bem a quem pedala, isso você já sabe, mas o relatório “Saúde e Bicicleta”, do Centro de Saúde da Universidade Alemã do Esporte, pontuou e documentou alguns dos principais benefícios da prática.

Além de ser um ótimo exercício cardiovascular que fortalece nosso coração, a participação dos músculos e das articulações é máxima em número e intensidade. Pedalando pelo menos meia hora se treinam ao máximo os quadríceps e se tonificam e endurecem os glúteos.

Dia sim, dia também

Os maiores benefícios da bicicleta se encontram em seu uso regular. Aqueles que vão ao trabalho diariamente de bicicleta, por exemplo, têm vantagens para sua saúde maiores que os praticantes somente nos fins de semana.

Economize visitas ao médico

Muitas pessoas que sofrem com dor nas costas, sobrepeso ou doenças cardiovasculares poderiam obter muitos benefícios ao andar de bicicleta. Uma ótima notícia para os que pensam que “já estão velhos”: os benefícios de se andar de bicicleta são muitos mesmo que se comece tarde. Uma pessoa que anda habitualmente de bicicleta obtém resultados ótimos em sua saúde. A duração e a frequência dos trajetos devem se ajustar de acordo com a condição física, a idade e os resultados que se queira conseguir. Apenas 10 minutos de pedalada já repercutem na musculatura, a irrigação sanguínea e as articulações. A partir de 30 minutos aparecem influências positivas nas funções do coração, e a partir de 50 minutos é estimulado o metabolismo lipídico.

Em cheio no coração (e sistema cardiovascular)

Os benefícios trazidos por andar de bicicleta de forma regular reduzem o risco de infarto em torno 50%. Com o exercício do pedal, o ritmo cardíaco máximo aumenta e a pressão arterial diminui. Estes são alguns benefícios: o coração trabalha economizando; reduz o colesterol LDL (ruim), e com isso seus vasos sanguíneos terão muito menos possibilidades de se calcificarem, e ao mesmo tempo aumentará seu colesterol HDL (bom). Os vasos sanguíneos se conservam flexíveis e saudáveis quando suas pernas se movem mais.

Benefícios para as costas

Quando se adota a postura correta ao andar de bicicleta, com o torso ligeiramente inclinado para frente, a musculatura das costas está sob tensão e se vê obrigada a estabilizar o tronco. Muitas dores nas costas são resultado da inatividade, reduzindo a nutrição dos discos intervertebrais que, dessa forma, vão perdendo sua capacidade de amortecer os impactos. A falta de exercício faz com que a musculatura das costas vá se atrofiando, diminuindo assim enormemente sua função de “mola”. Os movimentos regulares das pernas fortalecem a zona lombar e previnem a aparição de hérnias de disco, ao manter a coluna protegida de vibrações e golpes.

Benefícios para seus joelhos

Diferentemente das atividades nas quais há impacto, como os saltos ou a corrida a pé, com a bicicleta os joelhos funcionam protegidos, já que 70% a 80% do peso de seu corpo gravita sobre o selim. É a melhor alternativa à corrida, com benefícios físicos muito similares, pois na bicicleta nem as articulações nem as cartilagens suportam cargas elevadas. Quando as articulações se mobilizam com pouca pressão, os nutrientes podem chegar a elas com facilidade, e as substâncias benéficas se difundem facilmente.

Afugente as infecções e distancie-se do câncer

Cada vez que você anda de bicicleta está dando impulso à potência do seu sistema imunológico. As células “come-bactérias” do corpo, os fagócitos, se mobilizam de forma imediata graças à pedalada para aniquilar bactérias e células cancerígenas. Esta é a razão pela qual se recomenda andar de bicicleta aos enfermos de câncer e AIDS. É como se as células que se encarregam da defesa do corpo, que estavam adormecidas, despertassem mediante a pedalada. Os esforços moderados reforçam o sistema imunológico.

Mente mais sã

Pedalando, o cérebro se oxigena mais e permite pensar com mais facilidade. Seu corpo segrega hormônios que fazem com que você se sinta melhor e que podem até ser viciantes – um vício saudável pelos benefícios de pedalar, claro.

Quem anda de bicicleta regularmente sofre menos enfermidades psicológicas e depressões. Pedalar é um dos melhores antidepressivos naturais que existem. As endorfinas, também chamadas hormônios da felicidade, são geradas com o exercício físico de forma mais notável quando você permanece mais de uma hora sobre a bicicleta – mas evite ultrapassar seus limites, porque nesse caso o efeito seria contrário.

Os benefícios de andar de bicicleta começam a ser notados com os primeiros 20 minutos de pedalada. No entanto, o ideal é encontrar pelo menos três ocasiões por semana para pedalar de 45 a 60 minutos. Quanto mais tempo diário você dedica à bicicleta, mais vantagens recebe. Veja o quadro:

Plano para andar de bicicleta
Duração do exercício Efeito conseguido
10 minutos Melhora articular
20 minutos Reforço do sistema imunológico
30 minutos Melhoras a nível cardiovascular
40 minutos Aumento da capacidade respiratória
50 minutos Aceleração do metabolismo
60 minutos Controle de peso, antiestresse e bem-estar geral

Você pode obter mais informações sobre o estudo em www.cyclingandhealth.com

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on Pinterest