Blog

06/nov

O contato com animais de estimação na infância pode diminuir o risco de asma

A relação benéfica de crianças com a natureza deixou de ser senso-comum e passou a ser justificado através de estudos. E dessa vez, um desses estudos comprovou que um animal de estimação pode reduzir o risco de asma em crianças.

Cientistas suecos analisaram dados de mais de um milhão de crianças nascidas entre 2001 e 2010, os resultados foram publicados na edição de Novembro na revista científica Journal of American Medical Association Pediatrics. Na Suécia, as pessoas são obrigadas por lei a registrar se possuem cães ou animais de fazenda em casa, além disso, todas as consultas médicas do país são registradas em um sistema único, o que permitiu que os cientistas tivessem acesso aos dados de saúde dessas crianças.

Tendo os dados em mãos, os cientistas perceberam que crianças expostas ao contato com cães no primeiro ano de vida tinham 15% menos chances de desenvolver asma. Já as crianças que conviviam com animais de fazenda, como filhotes de cavalos, tinham esse risco diminuído em 52%.

Os especialistas acreditam que esta relação se dá em decorrência ao contato precoce com micróbios, que reforçam o sistema imunológico das crianças. Como a asma é uma doença ligada à reação imunológica do corpo aos alérgenos, isso pode ter influência. Mas ainda são necessários mais estudos para entender essa relação.

De qualquer forma, o contato com animais de maneira sadia, traz benefícios mentais e sociais à criança e adultos.

FONTE: Blog Minha Vida.

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on Pinterest