Blog

Força de vontade leva jovem a perder 30 kg

A sociedade em que vivemos hoje é cruel com as pessoas que estão fora dos padrões de beleza. Que o diga a estudante de Direito Bruna Gomes, de 20 anos. Fora do peso, ela sofreu com apelidos e comentários de colegas e amigos. A jovem, que sempre pesou 53 kg, não lembra de quando começou a engordar, mas diz ter tomado um susto quando se pesou e viu que estava com 85 kg.

“As pessoas me diziam que eu estava gorda, mas eu me olhava e não me via gorda. Eu nunca fiz exercício físico, nunca comi coisas saudáveis, então não vi quando foi que comecei a engordar. Foi um processo tão natural, que até hoje, olhando para trás, eu não sei quando tudo isso começou”, conta a paulista.

Os apelidos e os comentários que ouvia de colegas de escola e até na rua motivaram a estudante a se inscrever na academia.

“Aconteceu algumas vezes de estar andando na rua e alguém passar por mim e me chamar de gorda. Isso me entristecia muito. Mas o pior foi entrar na academia e ouvir essas mesmas coisas. Eu queria mudar, precisava de incentivo e o que eu recebia era mais zoação.”

O excesso de peso e as críticas levaram Bruna a trancar a faculdade, sair da academia e evitar sair com os amigos. “Eu estava desistindo de tudo, inclusive de mim e da minha vaidade. Minhas roupas não cabiam mais, então eu só usava leggings e camisetas com mangas compridas. Eu só queria me esconder.”

Até que ela decidiu mudar seus hábitos em outubro do ano passado. Bruna, que morava no Rio de Janeiro, foi visitar sua família em Canoas (RS). Quando entrou no avião, teve dificuldades para passar no corredor e sentar em sua poltrona. “Eu fiquei muito impressionada, chateada. Eu estava bem mal. Não aguentava mais as dores nos joelhos e tornozelos e as gracinhas. Vi que precisava mudar.”

Sem dinheiro para procurar um nutricionista e se matricular na academia, a jovem começou a fazer caminhadas, comer de três em três horas, tomar sucos verdes e incluiu frutas e verduras em sua nova dieta. “Quando eu vi, tinha perdido 10 kg. Então, comecei a pular corda, descer e subir escadas em casa. Eu fui fazendo tudo sozinha, pesquisando e fazendo, só não queria ficar parada.”

Hoje, Bruna faz acompanhamento médico com uma nutricionista e se matriculou na academia. Em sete meses emagreceu 30 kg e pretende definir o corpo e voltar aos 53 kg que sempre pesou. “Agora que minhas roupas de cinco anos atrás cabem em mim, que as pessoas que me chamavam de baleia e gorda me elogiam, que me olho no espelho e gosto do que eu vejo, sou muito feliz.”

Fonte: Bem Estar

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on Pinterest