Blog

17/fev

É Hora de Correr! Treinos em Esteira

Em períodos quando nosso clima não colabora para que possamos executar nossos treinos, ou então localidades que não favorecem a corrida ao ar livre, aqui vão algumas dicas.

Não deixem de fazer alguma atividade. Para isso existem as academias, estúdios de treinamento funcional, Pilates, etc.

É importante que se exercitem. Fazendo qualquer treinamento: força, pliometria, piscina (quente, é claro), circuitos, entre outros, já está valendo.

Nos dias de chuva além do frio, uma exposição do corpo durante um treino de corrida pode ser arriscado e até mesmo prejudicial à saúde. Portanto para os atletas que investem em treinos complementares a corrida em locais fechados podem levar certa “vantagem” em relação aos demais, por poder utilizar aquele espaço para usar a esteira ou solicitar ao instrutor algum treino alternativo.

Mas pra quem tem alguma sessão prescrita pelo seu treinador onde consta rodagem, tiros, fartlek, e ainda o pace que se deva fazer, seu treino não está de todo perdido.
Exemplo: O treinador prescreveu uma rodagem de 8 quilômetros a 5’30” p/km (5 minutos e 30 segundos por quilômetro). Chove e fica a dúvida ao ir para a esteira: “que velocidade eu programo?”.

Faça assim:
Primeiro divida 60 minutos pelo “pace” proposto para aquele dia. Lembrando que estamos falando em minutos, portanto 0,5 não é 50 segundos, mais sim 30 segundos. 5’30” é igual a 5,5 minutos. 4’20” são 4,33 minutos.
Então: 60/5.5 = 10,9 km/h
Quer dizer que o atleta tem que correr 8 km na esteira a 10.9 km/h

Outros exemplos:
4’20” na rua são 13,8 km/h na esteira: (60/4,33)
6’15” na rua são 9,6 km/h na esteira: (60/6,25)
3’45” na rua são 16 km/h na esteira: (60/3,75)

A esteira não deve ser a rotina de treino e sim um recurso adicional. Esses aparelhos raramente são precisos ou fidedignos quanto a velocidade que indicam no visor. Mas antes um treino feito na esteira do que ficar em casa vendo TV.

Alguns valores: (Cada casa decimal equivale a 6 segundos). Eles serão o número após a vírgula no campo “velocidade” da esteira que você for correr. Como na esteira não há duas casas após a vírgula, será necessário um arredondamento, por parte do corredor.

6 segundos = 0,1 minuto
10 segundos = 0,17 minuto
15 segundos = 0,25 minuto
20 segundos = 0,33 minuto
25 segundos = 0,41 minuto
30 segundos = 0,50 minuto
35 segundos = 0,58 minuto
40 segundos = 0,66 minuto
45 segundos = 0,75 minuto
50 segundos = 0,83 minuto
55 segundos = 0,92 minuto

Espero ter auxiliado de alguma forma pois alguns atletas não costumam fazer esses cálculos para executar seus treinos no ritmo mais parecido possível com o que foi acertado com o seu professor.
Um abraço e bons treinos!

Autor:
Tauro Susin Bonorino
Educador Físico, Coordenador da Equipe de Corrida Tauro Bonorino, ex-atleta de elite com mais de 400 pódios e aproximadamente 150 vitórias em provas de 1500m à Maratona.

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on Pinterest