Blog

As 9 ideias que podem melhorar a vida dos ciclistas

Pensando no bem estar e segurança dos ciclistas, tendo em vista o aumento de circulação de bicicletas pelas ruas, foram criados projetos inusitados que buscam aumentar a segurança de quem pedala por esporte ou para os deslocamentos diários nos centros urbanos, tornando as cidades mais sustentáveis.

Conheça as 9 ideias:

Carros com airbag exterior
O capacete é o único instrumento de proteção de um ciclista urbano em caso de colisão. Mas a fabricante de carros holandesa TNO bolou uma solução que pode fazer diferença não só para os ciclistas, mas também para pedestres: um airbag exterior para carros. Dois anos de testes mostraram que o artifício reduz pela metade lesões ósseas e cerebrais. O projeto recebeu 1 milhão de euros do Ministério de Infraestrutura e Ambiente da Holanda, que está preocupado em reduzir os acidentes fatais envolvendo com esse meio de transporte sustentável. Mesmo em regiões famosas por estimular o uso de bicicleta como meio de transporte, o número de acidentes ainda é alto. As grandes montadoras também estão de olho na tecnologia. A Volvo saiu na frente e lançou no ano passado o V40, que já vem equipado com airbag externo.

Sistema de freio automático
No Salão Automóvel de Genebra 2013, a fabricante sueca Volvo revelou um sistema inovador que detecta automaticamente quando ciclistas e pedestres se aproximam do carro, acionando um freio para evitar a colisão. O sistema consiste de um radar que está embutido na grade do carro e uma câmera na frente do espelho retrovisor interno, ambos ligados a um controle central. A tarefa do radar é detectar objetos na frente do carro e a distância que estão, enquanto o sistema de câmera é encarregado de identificar os objetos. No caso de um ciclista, circulando na mesma pista, cruzar de repente na frente do carro, o sistema dispara um alerta e freia totalmente o veículo.

Ciclovias nas alturas
Pensando em tornar realidade o sonho de pistas exclusivas longe de carros e congestionamentos, um grupo de arquitetura britânico projetou o Sky Cycle: um conjunto de ciclovias suspensas que se espalha pelos céus de Londres. O projeto de via elevada assemelha-se à linha expressa paulistana de ônibus “Fura Fila”. Apesar do design futurista, a prefeitura de Londres gostou do projeto e tem planos de implementá-lo em 2015 na cidade, em parceria com a Network Rail, empresa que administra o metrô londrino. Segundo seu idealizador, Sam Martin, a ciclovia área vai garantir segurança para os ciclistas e, quem sabe, estimular mais pessoas a usar a bicicleta como meio de transporte sustentável.

Bike Hanger, do escritório Manifesto Architecture
Encontrar um lugar para estacionar a bicicleta com segurança e da forma correta não é fácil. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, as bikes devem ser deixadas num local específico, o bicicletário, por vezes raro de encontrar. Para resolver esse problema, o estúdio Manifesto Architecture, de Nova York, projetou um estacionamento para bicicletas nas alturas. O protótipo chamado de Bike Hanger se assemelha a uma roda gigante e é capaz de guardar entre 15 e 36 bikes, isso sem ocupar muito espaço ou atrapalhar o caminho dos pedestres.

Dispositivo de segurança para ciclistas
A falta de respeito no trânsito e até mesmo a desatenção de motoristas de veículos maiores, como ônibus e caminhões, são ameaças constantes na vida de quem pedala. Essa situação inspirou a estudante britânica de design Emily Brook, da Universidade de Brighton, a desenvolver um dispositivo de segurança que projeta uma imagem de uma bicicleta com um laser verde à frente do ciclista, alertando aos motoristas sobre sua presença. Essa marca ajuda a delimitar o espaço usado pelos ciclistas nas pistas.

Ciclovia solar na Holanda
Ciclovias? Que nada, o negócio agora são as longas e largas autoestradas. Conhecidos pelas rodovias sem limite de velocidade para carros, os alemães querem dar a mesma alternativa para as magrelas. O país está construindo sua primeira autoestrada exclusiva para o trânsito das magrelas, que terá 85 km e ligará várias cidades, como Duisburg, Essen, Bochum e Dortmund. A ideia é estimular a população a usar bicicletas para percorrer trajetos que conectam as áreas rurais às vias urbanas. Copenhagen, na Dinamarca, já tem uma autoestrada exclusiva para bikes, e planeja mais 26 rodovias do tipo.

Túneis elevados
O designer dominicano Richard Moreta Castillo também tem a solução para resolver os problemas de segurança enfrentados pelos ciclistas nas cidades. A proposta, chamada de Eco Bicimetro, prevê o desenvolvimento de túneis elevados com 10 km de comprimento que permitam as bicicletas driblar os perigos do trânsito em terra. O designer estima que se 18 mil pessoas deixassem o carro em casa e usassem o túnel aéreo por mês, as emissões de CO2 cairiam em mais de uma tonelada. Além de proteger os ciclistas, os túneis estão cobertos com turbinas de geração de energia eólica e painéis fotovoltaicos.

Bicicletário vertical solar
Projetado pela empresa E-Mobility, o Biketower é um estacionamento de bicicleta totalmente automatizado que pode guardar até 112 bikes. Dependendo do número de bicicletas, a altura da torre pode ser ajustada para ter um ou seis andares. O projeto prevê funcionamento 24h e, para os adeptos da mobilidade elétrica seria possível recarregar a bateria da magrela em estações de energia solar.

Bikecenter
A medida que o deslocamento por bicicleta se torna mais popular, aumenta a necessidade de instalações onde o ciclista possa tomar uma ducha, trocar de roupa e mesmo guardar a magrela com segurança. Pensando em atender a todas essas necessidades de uma vez só, a designer americana Annie Scheel projetou o BIKE, um lugar na cidade para os ciclistas chamarem de seu na Filadélfia. A estrutura de quatro andares contaria com estacionamento para quase 700 bikes, um misto de loja e oficina de bicicletas, um restaurante, um pátio, chuveiros, salas de reuniões e sistema de compartilhamento e aluguel de bicicletas.

Todos os projetos seriam muito bem aceitos pelos ciclistas, pois além de proporcionarem segurança,  vão aumentar cada vez mais o número de adeptos à bicicleta, colaborando para a sustentabilidade do planeta.

Fonte: exame.abril.com.br

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on Pinterest